Crea-PE amplia benefício para quem tem direito a desconto de 90% na anuidade

Com esta decisão do Conselho, a partir de agora, o abatimento pode ser usado em anos anteriores, em pagamentos com atraso

A anuidade de 2022 tem novidade no desconto de 90%. Neste ano, o Crea-PE ampliou o prazo de aplicação do benefício. Agora ele vale para os anos anteriores. Até 2021, esse desconto só podia ser aplicado no pagamento da anuidade do ano vigente.
Caso o profissional não tivesse pago a anuidade de 2020, por exemplo, quando ele fosse quitar, depois de 31 de dezembro de 2020, pagaria o valor integral. A partir de agora, com base no Ato Normativo nº 055/2021, o desconto dos 90% pode ser aplicado para as anuidades em atraso.

Para acessar o ato normativo que prevê a ampliação do benefício, clique aqui.

A decisão da gestão do Crea-PE na ampliação do benefício passa tanto pelo reconhecimento aos profissionais que estão há tanto tempo junto ao Conselho quanto pela solidariedade àqueles que estão em situação de doença grave. “Trata-se de um reconhecimento profissional pela contribuição ao longo dos anos à engenharia, à agronomia e às geociências”, destaca o superintendente Técnico do Crea, Nielsen Christianni.

O desconto de 90% vale para os profissionais que se encaixam nos seguintes perfis:
– Recém-formados que solicitarem o registro profissional até 180 dias após a conclusão do curso;
– Profissionais com mais de 60 anos (mulheres) e 65 anos (homens);
– Profissionais que estão registrados há mais de 30 anos (mulheres) e 35 anos (homens) de tempo no Sistema Confea/Crea; e
– Portadores de doença grave que estejam incapacitados para o exercício profissional.

Os descontos são automáticos e para ter acesso basta emitir o boleto, que pode ser impresso clicando aqui.

Lembrando que a tabela de preços da anuidade praticada pelo Sistema Confea/Crea não sofreu alterações em 2022, seguindo os mesmos valores cobrados no exercício de 2021. A deliberação é do Confea e levou em consideração, dentre outros critérios financeiros, a persistência dos efeitos da pandemia, que impactou economicamente os profissionais, especialmente com a diminuição de serviços e o aumento da taxa de desemprego.