Crea-PE realizará visita técnica ao Estádio Arena Pernambuco nesse sábado

O Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) realizará, nesse sábado (16), visita técnica ao canteiro de obras do Estádio Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. A ação, que estava inicialmente prevista para acontecer na última quarta-feira (13), foi transferida para sábado devido às fortes chuvas ocorridas na região.

 

Participarão da visita o presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, conselheiros regionais, profissionais e parlamentares. Eles estarão divididos em dois grupos de 50 pessoas, saindo da sede do Conselho às 8h e às 10h.

A Arena Pernambuco é de responsabilidade do consórcio formado pela Odebrecht Participações e Investimentos e pela Odebrecht Serviços de Engenharia e Construção. De acordo com a assessoria da empresa, as obras de terraplanagem estão sendo concluídas e a fase de fundações da estrutura foi iniciada em março, seguindo o cronograma de obras estabelecido pela Fifa para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014.

 

A previsão de conclusão da arena é dezembro de 2012. A ideia é fazer com que Pernambuco esteja pronto receber jogos também da Copa das Confederações de 2013. Atualmente, cerca de 550 funcionários trabalham em dois turnos na construção do estádio. Durante o seu pico, a obra deverá envolver cerca de 1.500 pessoas, o que deve estar ocorrendo em setembro.

 

O projeto, assinado pelo arquiteto paulista Daniel Fernandes, transformará a área de 52 hectares no município de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, em uma moderna arena equipada para garantir mobilidade, acessibilidade e segurança. Após o Mundial, o espaço deve firmar-se como importante centro de esportes, cultura e lazer, com segurança e conforto através da AEG, líder mundial no setor de entretenimento e responsável pelo projeto e gestão do complexo LA Live, em Los Angeles.

 

Com investimentos de R$ 532 milhões, a Arena Pernambuco atenderá a todas as exigências do Caderno de Encargos da Fifa, tornando-se um estádio moderno e planejado para 46 mil pessoas. A grande vantagem da implantação de uma arena Green Field é a disponibilidade de espaços planejados. Assim, há previsão para áreas de estacionamento de todos os veículos e equipamentos envolvidos na transmissão dos jogos.

 

A Arena Pernambuco também segue o Programa Green Goal da Fifa, que prevê medidas ambientalmente responsáveis e de sustentabilidade, como o sistema de reuso do esgoto tratado, aproveitamento da água da chuva, diminuição e reciclagem do lixo gerado, além de sustentabilidade energética, com o uso de ventilação e iluminação naturais. Na região onde está sendo implantado o projeto, serão preservados 600 mil metros quadrados de Mata Atlântica.

 

De acordo com o diretor-presidente do consórcio Arena Pernambuco, Marcos Lessa, o empreendimento pernambucano será o maior legado do Mundial no Brasil. “A Arena atenderá a todas as exigências do Caderno de Encargos da Fifa. O público será atraído por um destino com toda a infraestrutura viária, de saneamento, de comunicação e segurança, sob um conceito tecnológico e sustentável com inúmeras possibilidades de lazer. A Arena Pernambuco proporcionará uma experiência completamente diferente para o torcedor e expectador ”, explicou.

 

 

Audiência Pública

 

A visita técnica do Crea ao Estádio Arena Pernambuco antecede a Audiência Pública que está sendo organizada pelo Regional em parceria com o Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e que já conta com cerca de 300 inscrições.


Na próxima terça-feira, 19/4, das 9h30 às18h, no Recife Praia Hotel, no Pina, diversas autoridades estarão reunidas para discutir cronograma, infraestrutura e ações necessárias para realização da Copa de 2014. Está prevista a participação do ministro do Esporte, Orlando Silva, do Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, dos prefeitos do Recife e de São Lourenço da Mata, respectivamente, João da Costa e Ettore Labanca, entre outros.

A ação integra o projeto “Confea/Crea em Campo”, que tem por objetivo acompanhar as ações que estão sendo desenvolvidas nas doze capitais que sediarão os jogos na Copa de 2014, no Brasil. Até o momento, já foram realizadas audiências públicas em Brasília, Belo Horizonte e Salvador.