Capa > Destaque > Plenária Itinerante do CREA-PE em Serra Talhada é prestigiada por grande público

Plenária Itinerante do CREA-PE em Serra Talhada é prestigiada por grande público


A solenidade de abertura da 5ª Plenária Itinerante do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE), coordenada pelo presidente Evandro Alencar, teve início às 19h, na sexta-feira (16), no auditório da Faculdade de Integração do Sertão (FIS), no município de Serra Talhada.

Na oportunidade, a anfitriã do evento, inspetora Coordenadora de Serra Talhada, Roberta Meneses, recepcionou a todos com apresentações de banda de forró local  e grupo folclórico de xaxado.

Concluídas as apresentações, a mesa diretiva foi composta pelo presidente Evandro Alencar, diretor nacional da Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA (Mútua), Jorge Silveira, vereador e vice-presidente da Câmara de Vereadores, Manoel enfermeiro, 1º vice-presidente Waldir Duarte Costa Filho, conselheiro, José Carlos Pacheco, inspetora Coordenadora de Serra Talhada, Roberta Meneses e pelo coordenador da Comissão Estudantil do Crea Júnior, Antônio da Cunha Cavalcante Neto.

Após aberta sessão nº 1.832, pelo presidente do CREA-PE, oportunidade em que agradeceu a presença de todos, a recepção dos inspetores e servidores do CREA-PE lotados na Inspetoria do município, e desejando excelente trabalho aos presentes, o chefe de Gabinete, que atuou como cerimonialista do evento, Joadson de Souza Santos, passou a palavra para os demais membros da mesa. O primeiro a falar,  o diretor nacional da Mútua, Jorge Silveira, agradeceu ao convite feito pelo presidente Evandro Alencar para ministrar palestra sobre a Mútua. Elogiou o trabalho e a recepção da inspetora Coordenadora Roberta Meneses e garantiu que, um trabalho conjunto entre o CREA e a Mútua é um grande passo para o sucesso. A inspetora falou do prazer em receber o evento e a todos na sua cidade, ressaltando a satisfação de trabalhar pela melhoria do Conselho e, se colocando à disposição para atender no possível à necessidade tanto dos visitantes quanto dos profissionais conterrâneos.

Desfeita a mesa diretiva, o presidente Evandro Alencar iniciou a apresentação de ações que tem desenvolvido à frente do Conselho desde o dia 02 de janeiro de 2015, quando assumiu o cargo, destacando o Terça no CREA, Plenárias Itinerantes, CREA Júnior, Blitz do CREA, a abertura em regime de comodato da inspetoria de Afogados da Ingazeira, assim como a inspetoria de Paulista e anunciou que está em negociação, também o comodato para a inspetoria de Palmares. Para demonstrar o crescimento das ações de Fiscalização e receita advinda delas, o presidente fez um comparativo a partir de 2014 e os anos subsequentes no que se refere à emissão de autos e registros de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

O diretor Jorge Silveira, apresentou os benefícios oferecidos pela Mútua, explicando ao público que para ser sócio é necessário ser registrado no CREA-PE. Ainda falou dos 17 benefícios oferecidos para viabilizar projetos pessoais e profissionais, como a vantagem para profissionais portadores de necessidades especiais, que recebe incentivo financeiro para obtenção de equipamentos que os possibilitem a continuidade de suas atividades e o plano de Previdência Social oferecido pela Mútua, informando que foi considerado, por três anos consecutivos o melhor plano de previdência privada do Brasil. Quanto ao plano de saúde, antes oferecido por meio da Qualicorpy, informou que está sendo feita consulta pública para que haja a possibilidade da oferta de vários planos de empresas distintas, fato que deverá fazer com que o plano tenha uma boa adesão em todo o território nacional, já que o anterior não atendia bem às necessidades das Regiões Norte e Nordeste.

Informou ainda que em comemoração aos 40 anos da Mútua, os profissionais que se registrarem até o final de 2017, pagarão anuidade simbólica no valor de R$ 40,00.

Destacou novos benefícios que estão sendo discutidos pela diretoria como a criação da Universidade Aberta Mútua em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), capacitando e estimulando a pesquisa e a inovação, utilizando tecnologias avançadas e inovadoras e a parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).  O seguro de Responsabilidade Civil, por meio do qual todo profissional passa a ter defesa legal no caso de sinistros em obras e ou serviços que realiza durante a sua vida profissional. Outro novo benefício prevê a destinação para a Tecnoprev de um percentual do valor pago pela ART para que, ao final da vida profissional, o associado possa ter uma aposentadoria. “Dessa forma queremos que o profissional entenda que o registro da ART, só trará benefícios”, explicou o diretor da Mútua.

Por fim, o auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, Stênio Max Lacerda demonstrou como funciona o Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais (SINTER), instituído pelo Decreto nº 8.764, de 10 de maio de 2016, que regulamenta o acesso às informações dos serviços de registros públicos previstos no art. 41 da Lei nº 11.977, de 2009.

O palestrante explicou que o SINTER integra em um ambiente nacional único na União, com administração da Secretaria da Receita Federal do Brasil e gestão compartilhada com os registradores e órgãos federais, a recepção das informações relacionadas à titularidade dos imóveis que são enviadas pelos Sistemas de Registros Eletrônicos dos cartórios brasileiros, tais como as operações de alienações, doações e garantias que são objeto de registro público.

Stênio Max disse ainda que o sistema objetiva melhorar o acesso para as administrações públicas da União, dos Estados e dos Municípios, até então tratados de forma descontextualizada, e traz soluções estruturantes, com resultados de curto prazo na garantia do crédito público, na redução da evasão fiscal, da corrupção e da lavagem de dinheiro, na eficiência da gestão pública e na regularização fundiária.

Ainda de acordo com o palestrante, “a medida traz grandes benefícios para a sociedade, especialmente na segurança jurídica, que se traduz no exercício pacífico do direito de propriedade e na proteção ao crédito, ao mercado imobiliário e aos investimentos a ele inerentes”, conclui.

Além de conselheiros e inspetores também participaram do evento, lideranças políticas, empresários e estudantes da região e do município.

Por volta das 22h foi concluída a primeira parte da Reunião Plenária Itinerante, que prosseguiu na manhã do sábado, com a parte administrativa sendo coordenada pelo presidente Evandro Alencar e o 1º diretor Administrativo, André Carlos Bandeira Lopes.

Na pauta a aprovação das indicações dos suplentes de conselheiros, que na titularidade da função participarão da 74ª SOEA, criação de Certidão de Acervo Social, registros de profissionais, recursos contra decisões, entre outros.

Concluída a sessão, o presidente deu posse ao inspetor Secretário da regional de Araripina, José de Souza Costa Filho e ao inspetor Tesoureiro de Arcoverde, Tibério César Barbosa Silva, ambos com mandato de 17 de junho de 2017 a 31 de dezembro de 2017.

 

 

 

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates