Sudene recebe o reconhecimento do Crea-PE, do Clube de Engenharia e do Cenor

Recife, 10 de dezembro de 2009 – O Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), junto com o Clube de Engenharia de Pernambuco e o Centro de Estudos do Nordeste (Cenor), homenageou, ontem (09), a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, que completa 50 anos de fundação, na figura do superintendente Paulo Fontana. Estavam presentes os presidentes das diversas entidades vinculadas ao Sistema Confea/Crea.

De acordo com o presidente do Crea-PE, esta é uma forma de reconhecimento ao importante papel daquela instituição no desenvolvimento não só de Pernambuco, mas como da Região Nordeste. Ficou acertado que os participantes do Fórum das Entidades, que congrega 28 entidades ligadas às engenharias, arquitetura e agronomia, apresentarão sugestões para o fortalecimento da Sudene, sendo assim para o desenvolvimento econômico e social da Região. A reunião foi realizada no Memorial das Engenharias, local onde foi descerrada uma placa de homenagem à Sudene.

A Sudene foi criada em 1959, no governo de Juscelino Kubitschek para diminuir as desigualdades regionais, especialmente através da industrialização e da busca de soluções para os problemas enfrentados pela agricultura em decorrência das secas. A Autarquia foi extinta em 2001, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Em 2007, no governo Lula, é criada a Nova Sudene. Entre a extinção e a criação do novo órgão, as ações de promoção do desenvolvimento da Região Nordeste ficou sob a responsabilidade da Adene, que foi extinta em 2007, para dar lugar a Nova Sudene.

Kele Gualberto

Assessora de Comunicação do Crea-PE