Crea-PE

Vereador Carlos Henrique Queiroz (PP) é recebido no Crea-PE para debater desenvolvimento em Vitória de Santo Antão

O período chuvoso tem trazido diversos transtornos para muitas regiões de Pernambuco. No Grande Recife, onde houve alagamentos e deslizamentos de barreiras, já são milhares de desabrigados e 129 mortos. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco se soma aos esforços feitos pela sociedade civil para minimizar os impactos trazidos por essa tragédia. Nessa segunda-feira (6), o presidente do Crea-PE, Adriano Lucena, recebeu o vereador de Vitória de Santo Antão, Carlos Henrique Queiroz (PP). Na pauta do encontro, o papel da engenharia no município para o crescimento planejado da região.

De acordo com o parlamentar, o Crea Pernambuco desempenha um papel de protagonismo na elaboração de projetos de lei referentes ao uso e ocupação do solo e no desenvolvimento do Plano Diretor de Vitória de Santo Antão. “Devido às fortes chuvas que ocorrem em todo Estado de Pernambuco, solicitei o apoio do Crea-PE, em parceria com o município, para fomentar pautas, discussões e sugestões na elaboração de projetos como a Lei de Uso e Ocupação do Solo e o Plano Diretor”, enfatizou o vereador Carlos Henrique Queiroz.

Vitória de Santo Antão é uma das cidades pernambucanas que vem sofrendo problemas ao longo dos anos em períodos chuvosos. Os bairros mais afetados são os que ficam nas proximidades do Rio Tapacurá. “A ideia é levar para a cidade de Vitória projetos de obras de engenharia estruturadoras, visando eliminar ou reduzir os alagamentos e enchentes como os ocorridos na última semana, sobretudo nos bairros mais carentes ou que sofrem com o transbordamento do Rio Tapacurá”, explica Queiroz.

Segundo o presidente do Crea Pernambuco, Adriano Lucena, a solução para sanar os problemas trazidos pelas chuvas passa pelas várias modalidades da engenharia, assim como a agronomia e geociências. Por isso, o Conselho está aberto para discutir ações que visem diminuir os impactos causados pelos períodos chuvosos. “O município de Vitória de Santo Antão, assim como as cidades do Grande Recife e interior do Estado, têm sofrido bastante com essas chuvas mais severas. O Crea Pernambuco está no cerne da discussão de como podemos desenvolver alternativas para reduzir os prejuízos e salvar vidas. É esse o nosso objetivo. Somente com a união da sociedade civil, poder público e entidades profissionais encontraremos solução para esses problemas”, destacou Adriano Lucena.

Skip to content