Capa > Arquivo > Crea-PE apresenta Inspetores Regionais de Arcoverde à sociedade

Crea-PE apresenta Inspetores Regionais de Arcoverde à sociedade

Os inspetores regionais do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) em Arcoverde (Sertão do Moxotó, distante 259 quilômetros do Recife) foram apresentados, oficialmente, na noite do último dia 02, à sociedade daquela Região, durante o 1° Encontro Profissional Cidadão. "Vocês podem contar com a participação e a eficiência desses profissionais que exercem um cargo honorífico, a serviço da população. A nossa gestão trabalha envolvendo as inspetorias, que nos representam no Interior", disse o presidente José Mário Cavalcanti, referindo-se ao inspetor Coordenador, Wellington Mucarbel, o inspetor Secretário, Silvério de Andrade Melo e o inspetor Tesoureiro, Rubaldo Moraes.

O presidente José Mário ainda lembrou aos presentes sobre a necessidade de articulação dos profissionais no processo político. "Nas eleições passadas, apenas, 10% dos profissionais votaram. Mas queremos reverter isso, principalmente, porque estamos num Estado com grandes obras de engenharia. Devemos almejar uma maior participação nossa no processo decisório da política nacional. Afinal, temos a primazia de manipular quase 70% do PIB (Produto Interno Bruto)", defendeu José Mário.

Após as considerações do presidente do Crea-PE, a juíza federal titular da 28ª Vara Federal – Subseção Judiciária de Arcoverde, Daniela Zarzar Queiroz, disse que se sentiu honrada pelo convite para participar do evento. "Vamos abrir as portas da Justiça para a conciliação. Centralizaremos os esforços para que todos estejam em dia com suas obrigações legais", ressaltou a juíza.

Para apresentar o Sistema Confea/Crea e Mútua convidou-se o chefe de Gabinete, Osvaldo Fonsêca. "Qual a importância das engenharias para a sociedade?", questionou. De acordo com o chefe de gabinete, sem os profissionais das áreas tecnológicas, não haveria progresso. "Nós somos de vital importância para o desenvolvimento da Nação, mas ainda não acordamos para a força que temos", disse. Ele acrescentou que o Conselho tem a missão de proteger a sociedade do mau uso da profissão por leigos e, ao mesmo tempo, fazer a reserva de mercado para os profissionais habilitados. "Antes essa obrigação de fiscalizar era do Estado. Porém, na década de 30 os profissionais se uniram e conquistaram o direito de fiscalizar a própria categoria", recordou.

O inspetor de Carpina, Erison Rosa de Oliveira Barros palestrou sobre Georreferenciamento  x Gestão Pública e a Certificação de Imóveis Rurais". Ele criticou a falta de um banco de dados único com informações de dados geográficos, sistema de projeção cartográfica, sistema de coordenadas e qualificação de dados geográficos e escalas. Na opinião dele, os desencontros das informações dificulta as tomadas de decisões governamental, como por exemplo, as desapropriações.

"Pernambuco está muito atrás na área cartográfica. As informações do Incra, da Receita Federal, Ibama e Prefeituras são todas desencontradas, como se não falassem a mesma língua. Por isso a importância da criação de um cadastro único, onde as informações coletadas sejam repassadas com os perfis dos usuários. Queremos gerar dados com informações condizentes com a realidade", defendeu o inspetor Barros.

A palestra foi complementada com informações do analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário do Incra e coordenador do Comitê Regional de Certificação, Roberto Quirino, que explicou sobre o processo de certificação de imóveis rurais.

Kele Gualberto

ASC do Crea-PE

 

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates