Crea-PE

Engenheiro Maurício Pina faz palestra sobre a situação da Malha Ferroviária do Nordeste Oriental na Paraíba

Membro do Comitê Tecnológico Permanente do Crea-PE, Pina defendeu a importância da malha ferroviária para o desenvolvimento da região

Com o tema “A situação da Malha Ferroviária do Nordeste Oriental”, o engenheiro Maurício Pina, membro do Comitê Tecnológico Permanente do Crea-PE, proferiu uma palestra na Academia Paraibana de Engenharia, em João Pessoa, na última terça-feira (16). Destacando a importância histórica da Ferrovia Transnordestina, inicialmente projetada nos anos 50 para ligar Salgueiro (PE) a Missão Velha (CE) e Salgueiro a Petrolina, Pina abordou as mudanças ao longo dos anos, incluindo a proposta recente da concessionária de devolver a concessão da malha ferroviária nos estados do Nordeste Oriental.

Maurício Pina alertou sobre o impacto negativo que essa devolução pode provocar, desequilibrando a região composta por Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. “Isso causaria um grave desequilíbrio intrarregional”, enfatizou, durante sua apresentação para membros da Academia Paraibana de Engenharia, do Clube de Engenharia da Paraíba e do Fórum de Economia da Paraíba.

Reforçando a relevância estratégica da malha ferroviária para o desenvolvimento do Nordeste, Maurício Pina citou as palavras de Agamenon Magalhães: “Primeiro as estradas, o resto elas darão.” E concluiu: “Se você quer levar desenvolvimento econômico e social a uma região, antes é preciso dotá-la de uma infraestrutura de transporte adequada, de rodovia, ferrovia ou meio que assegure realmente o deslocamento da população e das riquezas produzidas na região”, destacou.

Ao término da palestra, o engenheiro Maurício Pina foi homenageado com um certificado entregue por Sergio Rolim Mendonça, presidente atual da Academia Paraibana de Engenharia, em reconhecimento à sua contribuição significativa.

Skip to content