Crea-PE

Evandro Alencar garante implantação do Módulo Colegiado

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco,  Crea- PE, busca melhorar o atendimento  e desenvolver aprimoramento contínuo de processos. Para isso, está investindo na informatização de toda a tramitação das solicitações de serviços/produtos requeridas pelos profissionais e empresas. A iniciativa deve reduzir tempo e custos na preparação e  entrega  final de resultados,  com impacto direto nas suas áreas fins e de fiscalização, apresenta a nova ferramenta, para as câmaras e seus conselheiros, que poderão contar com novos recursos para agilizar atuações nas Câmaras Especializadas.  Junto a esta melhoria, acontecerá a reforma de toda a rede de Infra estrutura de “TI”(nos pavimentos 2, 3 e 4º) da Sede, bem como a aquisição de novos equipamentos de “TI” do Crea PE, ambos em processo de licitação, segundo informações do presidente Evandro Alencar.

A Implantação, irá permitir e propiciar que o Sistema de Informações Técnicas e Administrativas do Crea-SITAC, seja integrado a um banco de dados, com diversas ferramentas e funcionalidades disponíveis, cuja utilização das mesmas necessitam para seu pleno funcionamento, ajustes e aquisições de equipamentos e softwares, torna-se necessário a renovação de parte dos equipamentos atuais, por outros adequados para esta demanda, tanto no que se refere a Infraestrutura de tecnologia da Informação, bem como da estrutura de TI para as áreas afins.

Evandro Alencar explica que os recursos foram obtidos, junto ao CONFEA, por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema Confea/ Creas e Mútua – PRODESU, PRODAFIN IIB – Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades Finalísticas, com a garantia total da implementação do Módulo Colegiado no regional pernambucano. Informa ainda que entre os preparativos para o novo sistema entrar em uso, foi realizado projeto piloto na Câmara de Agronomia, com excelentes resultados obtidos. Também adianta que estão previstos treinamentos com colaboradores, gestores e conselheiros que irão lidar com as muitas funcionalidades da ferramenta.

A gerente da área de Controle de Processo do CREA-PE, Fátima Tiburcio, acredita que a implementação do módulo Colegiado do Sistema Corporativo- SITAC, na Divisão de Apoio ao Colegiado – DACL do Crea PE, facilitará o desenvolvimento das atividades realizadas por todas as áreas envolvidas nesse processo, proporcionando celeridade processual e agilidade na tramitação de solicitações de serviços /produtos, requeridos pelos profissionais e empresas, bem como permitindo que as Câmaras Especializadas e o Plenário atuem com segurança e rapidez.

De acordo com a chefe da Divisão de Apoio aos Colegiados, Roberta Pinheiro na experimentação das ferramentas do módulo, realizado pela Câmara de Agronomia e, como projeto piloto, a mudança dos tramites e avaliações dos processos nas Câmaras vai evitar que o processo seja complementado a partir do documento, deliberações como decisões e pareceres feitas à mão pelos conselheiros e complementem os processos nascidos eletronicamente de forma quase artesanal.

“O processo que nasce de forma completamente eletrônica, depende do escaneamento de decisões e pareceres escritos pelos conselheiros para conclusão das solicitações. Este ano tivemos a elaboração de mais de 1.100 decisões feitas fisicamente por uma das colaboradoras do Conselho. Quando implantado integralmente teremos uma melhora inimaginável nos encaminhamentos, pareceres e decisões dos processos que precisam da observância das Câmaras”, concluiu a colaboradora,  animada com a proximidade da mudança.  

No próximo dia 31 de dezembro, o presidente do Crea-PE, Evandro Alencar, concluirá a gestão, por dois mandatos consecutivos no Conselho Pernambucano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content