Projeto Mata Sul do CREA-PE chega ao município de Cortês último contemplado pela iniciativa

A equipe de profissionais do Sistema CONFEA/CREA, que estão trabalhando como voluntários no Projeto Mata Sul, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA-PE), coordenada pelo superintendente, engenheiro Frederico Bastos iniciou, na segunda-feira (04), os trabalhos em Cortês, último dos cinco municípios atendidos pelos técnicos.

O Projeto, que tem o objetivo de realizar levantamento dos estragos causados pelas chuvas dos dias 28 e 29 de maio que resultaram em enchentes com deslizamentos de barreiras, quedas de pontes e comprometimento das residências, pontos comerciais e demais empreendimentos nas cidades de Palmares, Belém de Maria, Catende, Ribeirão e Cortês, todas decretadas pelo governo estadual em Estado de Emergência, será concluído na quinta-feira (14).

No município, o grupo foi recepcionado na sede da prefeitura pelo prefeito Reginaldo Moraes, vereador Salatiel Oliveira, pela pedagoga e secretária de Assistência Social, secretário das Cidades do Estado de Pernambuco Tadeu Godoy, assessor Jurídico do DETRAN João Américo e pelo secretário de Governo do Município, Valdemiro de Lira Filho.

Como feito habitualmente, o encontro teve o objetivo de alinhar junto às autoridades os detalhes das ações e buscar parceria no sentido de contar com os agentes públicos para apontarem as áreas atingidas e informar sobre os trabalhos que foram realizados anteriormente nas áreas atingidas.

De acordo com o assessor de Projetos Especiais do CREA-PE, André Buonafina, com a conclusão dos trabalhos, o CREA-PE passará relatórios individuais aos municípios contemplados no Projeto, detalhando todos os levantamentos, com a finalidade de que os municípios estejam respaldados tecnicamente para buscarem apoio financeiro junto aos órgãos do Governo Estadual para realização das obras e serviços que se fizerem necessários para o restabelecimento das condições de uso dos imóveis e dos equipamentos  públicos.