Comissão do Mérito define ações para entrega de honrarias

A Comissão do Mérito deu início, no dia 21 de maio, na sede do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), em Brasília, às discussões acerca do cronograma das ações relativas à produção, divulgação e entrega das honrarias do Sistema Confea/Crea e Mútua. Na 1ª reunião extraordinária da CM, o tema foi tratado pelo coordenador, conselheiro Luiz Ary Romcy, com o chefe da Assessoria de Comunicação Social (Acom), José Demétrius.

Segundo Romcy, a cerimônia que marcará a abertura da 69ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), a ser realizada em 19 de novembro próximo, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, deverá homenagear 28 nomes e não 24 como no ano passado.

“Essa sugestão foi apresentada e será discutida entre os membros da Comissão do Mérito na reunião que acontece em 13 de agosto, em Fortaleza (CE), mas a decisão final caberá ao plenário federal na sessão do mês de agosto”, destaca Romcy.

Demetrius informou que a edição do livro e do vídeo que registra a história dos homenageados, assim como a medalha entregue aos galardoados vivos e o diploma entregue aos representantes dos já falecidos, está sendo encaminhada. “Na reunião de agosto apresentaremos os custos e o roteiro de produção de todo o material”, adiantou.

A CM também debateu sobre o valor a ser dado a cada item considerado para definir os indicados a receber as honrarias: nomes ligados à área tecnológica, educação, e lideranças profissionais que contribuem ou contribuíram para o desenvolvimento do país.

O coordenador adiantou ainda que a comissão estuda modificar a Resolução nº 399, de 1995, do Confea, que regulamenta a concessão das honrarias. Ele defende que critérios como liderança política, contribuição em áreas como economia, e itens como ética e a sustentabilidade ambiental devem ser considerados na indicação e escolha dos homenageados.

Maria Helena de Carvalho

Assessoria de Comunicação do Confea