Petrolina sedia XXI Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem

Petrolina sedia, no período de 20 a 25 de novembro, o XXI Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird), sob o tema “As oportunidades de Empreendedorismo na Agricultura Irrigada”, realizado pela Associação Brasileira de Agricultura Irrigada (Abid). O inspetor do Crea-PE em Petrolina, engenheiro agrônomo Urbano da Costa Lins, foi convidado para palestrar, no dia 23, na oficina Importância e estratégia na capacitação dos recursos humanos para a agricultura irrigada. “Explicarei sobre as inovações tecnológicas no sistema de irrigação localizada, das novidades que o mercado dispõe. Para Petrolina, esse evento é de grande importância porque virá palestrantes de renome nacional, o que proporcionará a troca de experiências”, disse Urbano Lins. As inscrições podem ser realizadas no site www.abid.org.br.  

 

O governador Eduardo Campos mandou uma mensagem aos participantes do evento. “Determinei ao secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, que iniciasse a discussão para implantar o Plano Diretor da Agricultura Irrigada, como forma de organizar o setor preparando-o para uma nova fase com investimentos voltados para ampliação de novas áreas e, principalmente, dotando os perímetros irrigados existentes com serviços básicos para atendimento à população a exemplo da implantação de sistemas de tratamento de água que a Compesa está desenvolvendo no Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho”, disse o governador.

 

Ele ainda prometeu que, em breve, estarão entregando os projetos de irrigação comunitária de Muquém, Pedra Grande e Porto da Palha em Petrolina, gerenciando irrigantes da agricultura familiar.

 

Potencialidades – O Vale do São Francisco é uma área fértil que se tornou importante produtor de frutas e hortaliças, com amplas oportunidades de diversificação na produção agropecuária. As exportações de frutas da região já correspondem a 40% do valor total das frutas exportadas do País.

 

A exportação é realizada por meio do Aeroporto de Petrolina e do Porto de Suape, entre outros. Essas características permitiram a instalação de projetos públicos de irrigação.

 

A área de cultivo irrigado compreende 120 mil hectares, com predominância de frutas, cana-de-açúcar, tomate, cebola, e demais hortaliças. A produção anual de frutas atinge dois milhões de toneladas, gerando em média 240 mil empregos diretos e milhares de indiretos.