Vereadores prestam homenagens ao Dia do Engenheiro e do Arquiteto

Na manhã da última quinta-feira (16) o plenário da Câmara de Vereadores do Recife, estava especialmente movimentado. Apertos de mãos, abraços calorosos, risos e histórias, não diferenciavam muito o ambiente de uma sala de aula cheia de jovens alunos ávidos por um bom bate-papo e muita risadagem. Não poderia ser diferente, aliás, poderia, mas não foi. Lá estavam presentes profissionais,  talvez alguns mais bem sucedidos do que outros mais, sem dúvida, todos, aparentemente, felizes e satisfeitos pelas profissões escolhidas e pelos caminhos trilhados.

Assim, num clima de entusiasmo, cordialidade e boas lembranças, os alunos da turma de 1960, da Escola Politécnica, da Escola de Engenharia e da Escola de Arquitetura, foram homenageados por proposição do vereador e ex-conselheiro do Crea-PE, Jurandir Liberal.
 
Representando o Crea-PE, o engenheiro Clóvis Arruda, falou em nome de todos que fazem o Conselho parabenizando a iniciativa da Casa e a todos que completaram 50 anos de formados. “Apesar de não sermos muito valorizados, embora tudo que produzimos seja em benefício do conforto e bem estar da sociedade, quero parabenizar a todos os colegas aqui presentes”, disse o presidente em exercício do Crea-PE.
 
No seu discurso, o vereador Jurandir Liberal lembrou que, desde que assumiu seu primeiro mandato em 2001, presta homenagens aos engenheiros e arquitetos pela passagem do Dia em comemoração a estes profissionais.
 
A solenidade teve o seu ponto alto com as referências e deferências que foram feitas as engenheiras Maria Eugênia de Moraes Barbosa, pioneira da Engenharia no Estado de Pernambuco, e Anna Luiza Limeira pelos seus 50 anos de formatura.
 
Maria Eugênia falou da honra em receber a homenagem e agradeceu aos pais, professores, colegas e alunos, especialmente ao professor Milton Maia. “De todos guardo alegres recordações e os considero pessoas de minha família”, concluiu a homenageada.
 
Já Ana Luiza, fez uma retrospectiva dos momentos vividos com os colegas e professores de faculdade. Falou das experiências vividas como estudante e como profissional, passando pelos sabores e dissabores com um bom humor capaz de arrancar risos da platéia repleta de amigos.
 
Por fim, Ana Luiza fez um agradecimento a todos os envolvidos na criação do Memorial das Engenharias. “Me sinto feliz e recompensada e agradeço, a Maurício Pina e aos outros pela criação do Memorial, porque na Escola de Engenharia estão os meus sonhos e a minha juventude”, concluiu emocionada a engenheira.
 
Ao final da solenidade todos os presentes foram convidados a participar de um coquetel oferecido no primeiro andar da Câmara.
 
Dilma Moura
ASC do Crea-PE