Capa > Geral > DNOCS, ART e situação dos técnicos do Sistema foram assuntos de reunião no Recife

DNOCS, ART e situação dos técnicos do Sistema foram assuntos de reunião no Recife

Após os informes da reunião do Fórum dos Presidentes de Creas do Nordeste, que acontece no Marante Plaza Hotel, no Recife, nesta quinta e sexta-feira (03 e 04), ainda pela manha o presidente do Conselho cearense, Victor Frota, motivado pela palestra feita em Teresina/PI, pelo professor Mário Antonino, na última reunião do grupo, sobre convivência com a seca, tratou da difícil situação por que passa o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

“O órgão está sucateado com estrutura deficitária, com a sua reestruturação se arrastando tendo sido, inclusive, instinto e reaberto posteriormente. Pela sua importância precisa da nossa ajuda. Por isto, queríamos sugerir que na próxima reunião haja a participação de pessoas do órgão para nos falar sobre a real situação e perspectivas do órgão”, pediu o presidente, que teve como resposta do presidente José Mário, a promessa de tentar viabilizar a participação de um representante do DNOCS, para falar sobre a real situação do DNOCS, na reunião marcada para a sexta-feira (04).

Crea-BA, Marco Amigo

Presidente do Crea-BA, Marco Amigo, demonstrou preocupação com o DNOCS

O presidente do Crea-BA disse ainda que o momento é crítico. “Temos que tomar decisões políticas e técnicas. A coisa mais segura é sermos conservadores na forma de administração sob pena de não termos o que administrar em 2015. O Confea tem que avaliar questões maiores como a representação dos técnicos dentro do Sistema procurando viabilizar maior participação dos técnicos dentro do órgão que os fiscalizam. Outro ponto a ser avaliado sobre a saída dos técnicos do Sistema é a importância da profissão para sociedade. Precisamos abrir espaço político para que os técnicos participem das decisões das outras profissões que compõem o Sistema. A divisão leva ao enfraquecimento do poder. Perdemos com a saída dos arquitetos e perderemos com a saída dos técnicos. Temos que aprender a discutir as diferenças e aprender a respeitar as leis. Proponho que o Confea tome decisões acerca dessas questões”, defendeu o presidente baiano.

A reunião, que continuou à tarde, contou ainda com a participação do assessor do Crea-BA, Genivaldo Barbosa, da assessora do Crea-AL, Denise Chagas do 1 vive-presidente do Crea-MA, Antônio de Pádua Angelim, além do vice-presidente do Crea-PE, Arnaldo Cardim, do chefe de Gabinete, Osvaldo Fonsêca; do superintendente, Roberto Arraes e da assessora, Giani Camara.

Dilma Moura
ASC do Crea-PE

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates