Crea-PE defende o movimento Pensar as Américas na Argentina

Com expressiva participação no Congresso Mundial e Exposição “Ingenieria 2010 Argentina”, realizado de 17 a 20 deste mês, o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), defendeu, na reunião da União Panamericana de Associações de Engenheiros (UPADI), no Centro Argentino de Ingenieros, em Buenos Aires, o movimento Pensar as Américas. José Mário Cavalcanti, presidente do Crea-PE, apresentou o projeto de uma América unida, visando o desenvolvimento sustentável com integração e solidariedade.

 
Durante a estada na Argentina, José Mário foi convidado pela presidente da Upadi, Irene Campos, a participar do plenário da entidade. O presidente do Crea-PE, também defensor da inserção internacional do Sistema Confea/Crea/Mútua, levantou a bandeira do movimento Pensar as Américas. “Nós podemos, através do nosso conhecimento e do domínio das tecnologias, resolver os problemas habituais com soluções comuns para todos os países com responsabilidade socioambiental e sustentabilidade”, disse José Mário Cavalcanti.
 
O Pensar as Américas teve seu primeiro seminário realizado com sucesso no Recife, no mês de março, e contou com 18 delegações de países das Américas para discutir a participação da engenharia na contribuição de um desenvolvimento para os povos americanos. “O seminário abriu muitas portas. Agora na Argentina ouvimos profissionais de todo o mundo falar muito da troca de experiências do Brasil e de Pernambuco, citando o Pensar. O movimento fez do Crea-PE referência internacional e hoje é o marco da gestão de Irene Campos, presidente da Upadi”, afirmou José Mário. 
 
A segunda edição do Seminário Pensar as Américas acontecerá na cidade de Caracas, em outubro do próximo ano, promovido pelo Colégio de Engenheiros da Venezuela (CIV). No evento, será desenvolvido as temáticas de integração, como exemplo o Mercosul, a Comunidade Andina de Nações e Tratado de Livre Comércio Norteamericano. Também serão abordados projetos de desenvolvimento energético, de transporte urbano, ambiental e alimentício. A proposta é trocar experiências entre os países e mostrar ações de êxito com financiamentos de agências internacionais, promovendo a integração.
 
O Congresso Mundial de Engenharia na Argentina contou com a presença de quatro mil participantes, mostrando êxito nas jornadas de reflexão, intercâmbio e geração de propostas que a engenharia pode desempenhar para o desenvolvimento sustentável. O evento foi realizado em comemoração ao bicentenário da independência argentina e também como preparatório para a Convenção Mundial de Engenheiros (WEC 2010), que acontecerá em Genebra, na Suíça, em setembro de 2011. Segundo o presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, o Sistema tem procurado participar sempre das discussões de desenvolvimento com as mais diversas nações e com certeza irá se preparar para enviar representantes a Convenção Mundial, a qual tem o objetivo de impulsionar a engenharia inovadora para resolver o problema do uso da energia globalmente sustentável. 
 
 A delegação do Crea-PE na capital argentina contou com 13 representantes para discutir e se atualizar com engenheiros e empresários de todo o mundo os avanços da tecnologia e da engenharia, difundir os alcances tecnológicos e promover a mobilização do setor produtivo no sentido de apoiar o desenvolvimento sustentável. Além do presidente do Crea-PE, José Mário Cavalcanti, também estavam entre os participantes de Pernambuco: o superintendente Osvaldo Fonsêca, os diretores Arnaldo Cardim, Alexandre Krause, Antônio Alves, Clóvis Arruda e Anderson Rosal, além dos conselheiros Maurício Pina, Judson Galindo, Francisco Buarque, Fernando Moura e Sérgio Dias mais o membro do GT Haiti, Aluízio Câmara.
 
Vanessa Bahé
ASC Crea-PE